News

Lucas Simões NY | Abysses

(Catanduva, Brazil) is an artist graduated in architecture and urbanism. His experience as an architect redefined his artistic production and opened new research paths, resulting in multidisciplinary working, considering each investigation a new possibility to explore space and materiality. In all his various experiments, he creates a new representation that oscillates between beauty and strangeness, movement and depth. In this process, the artist attaches particular importance to the materiality of the support, producing experiences that can, in an extreme case, destroy the original object.

'Abysses' series of works is the result of research about the instability of the modern movements in architecture and how much nostalgia is loaded when thinking utopias. The unstable balance, movement or inactivity, the contrast between the materials, relations between object and sculpture, rigidity and flexibility,  time's acting in silence and intensity.

In these new sculptures, metal bars and supporting elements - which were not apparent in previous works - are exposed as a new structural element. In 'Vertigo' and 'Volatile' series, concrete geometrical fragments are divided by flexible layers, suspended in space without a space limit as defined as the previous series 'Abyss' and 'Empty'. The relationship with gravity, weight and impermanence are intensified in this research.

/// The project is the first Lucas Simoes individual show in New York. Emma Thomas Gallery, Wed to Sat, 12- 6 PM /// 319 Grand Street with Orchard, 5 floor, Lower East Side - New York, United States /// 10 th September to 11th October, 2016.

___________________________________________________________________________________________________________

Lucas Simões é um artista formado em arquitetura e urbanismo. Sua experiência como arquiteto redefiniu sua produção artística e abriu novos caminhos de pesquisa, resultando em um trabalho multidisciplinar, considerando cada pesquisa uma nova possibilidade de explorar espaços e materialidades. Em todos seus vários experimentos, cria uma nova representação que oscila entre beleza e estranhamento, movimento e profundidade. Nesse processo, ele concede especial importância à materialidade do suporte, produzindo experiências que podem, em um caso extremo, destruir o objeto inicial.
'Abismos' apresenta uma nova série de trabalhos resultado da pesquisa sobre o quanto de nostalgia se carrega ao se pensar utopias, em relação aos movimentos de arte e arquitetura modernos. O equilíbrio instável, movimento ou inatividade, o contraste entre os materiais, a vulnerabilidade das formas, relações entre objeto e escultura, rigidez e flexibilidade. O tempo agindo em silêncio e intensidade. 
Nas primeiras investigações escultóricas, Lucas utilizava as barras de metal como elemento de sustentação ao cimento - não aparentes. Na série Volátil e Abismo, o ferro é exposto como desenho e composição a ser investigada, gradualmente também são inseridos outros diferentes metais.  A relação com a gravidade, o peso e a impermanência são intensificados nesta inversão estrutural.
A mostra é a primeira individual do artista em New York, na Galeria Emma Thomas e fica em exposição de quarta à sábado, das 12-18 Horas. O endereço é 319 Grand St. com Orchard, quinto andar, no bairro de Lower East Side, em New York, Estados Unidos. De 10 de setembro até o dia 11 de outubro de 2016.