News

Lentes Magnéticas

Arnaldo Baptista // de 24 de março de 2012 à 20 de abril de 2012

Aos 63 anos, Arnaldo Dias Baptista apresenta, em sua primeira exposição individual desenhos e pinturas criados ao longo de 30 anos.

“Lentes Magnéticas” (2012) se aproxima das discussões de arte naïf, arte bruta, folk art ou outsider art. A estética se mantém com códigos similares aos de artistas como Henry Darger (1892-1973) e o multidisciplinar Devendra Banhart. “Nunca se poderá definir com precisão este vasto universo, de força e mitologia únicas ou reduzi-lo a uma categoria. Como dizia Jean Dubuffet, ‘a arte por essência é novidade (…). Só um regime é salutar à criação artística: o da revolução permanente’”.

Segundo Juliana Freire, as obras de Arnaldo Dias Baptista refletem sua filosofia, poesia, senso de humor e criatividade vanguardista, características já conhecidas em sua carreira musical. “Arnaldo trabalha de forma espontânea, experimental e com ênfase no imaginário fantástico. A expressividade através do uso de cores e texturas permeia tanto o universo da psicodelia, da metafísica, quanto da arte contemporânea”, comenta a galerista.

‘’Quando eu pinto, por vezes tenho inspirações vindas do meu conhecimento musical e, em outros casos, são inspirações visuais. É a expressão do que a minha alma diz sobre o sol, sobre as nuvens… Eu construí esse novo caminho de criação, por enxergar minha alma de uma forma que conecta a música às artes plásticas. Por exemplo, a música pode ser um presente quando ela maximiza a perfeição do significado da conjunção entre som e luz, como se pudesse ser, quem sabe, um som visual’’, observa Arnaldo Baptista.

Flaviana Bernardo, galerista da Emma Thomas, acredita que, com forte narrativa, ousadia e liberdade, o trabalho do artista apresenta uma ligação com o místico e o primitivo por meio de uma simbologia própria. “Arnaldo não passa por filtros como outros artistas. Seus desenhos e pinturas se aproximam muito da escrita, como uma fábula. Há uma característica bruta, intensa”, comenta.

O músico Arnaldo Dias Baptista
Em outubro de 2011, Arnaldo voltou aos palcos com o show “Arnaldo Dias Baptista Solo Voador”, no Sesc Belenzinho-SP. Ao piano de cauda, tocou e cantou quase à capela.  No repertório, desfilou canções como “Cê Tá Pensando que Eu Sou Loki?”, “Não Estou Nem Aí”, “Jesus Come Back to Earth” e “Balada do Louco”, além das inéditas “I Dont’ Care” e “Walking in the Sky”, que estarão em seu novo álbum, Esphera. Os ingressos esgotaram duas horas após abertura da venda antecipada.