News

Júlia Milward | Work In Process 6

A Emma Thomas apresenta paralelo à SParte "Exercícios para um Estilo", um projeto da artista Júlia Milward no programa Work In Progress: espaço intermediário entre o ambiente do ateliê e uma exposição individual, onde o foco é no desenvolvimento do processo criativo e da pesquisa, anterior à idealização de uma mostra.

Nascida na baía de Guanabara, criada nas margens do Paraíbuna, atravessou o oceano atlântico até a Seine, desaguou no Rhône e praticou três anos de Stand Up Paddle no lago Paranoá. Atualmente margina o Tietê à procura de córregos. Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora [BR] e em Artes Plásticas pela Université Paris 8 [FR]. Mestre em Fotografia Contemporânea pela École Nationale Supérieure de la Photographie [FR] e em Artes Visuais - Poéticas Contemporâneas pela Universidade de Brasília [BR]. Expôs coletivamente 30 vezes em 4 países diferentes [Brasil, França, China, Canadá]. Individualmente, três vezes. Participou de nove publicações e duas residências artísticas. Ganhou dois prêmios [Arca-Suiss + Transborda].

WORK IN PROCESS 6
JULIA MILWARD
EXERCICIOS PARA UM ESTILO. 
ABERTURA 31 DE MARÇO
DAS 18-22 HS
ATÉ 30 DE ABRIL

A exposição Exercícios para um estiloé composta por trabalhos que experimentam o tempo a partir das reflexões sobre o instante (Still Life), a repetição (A palmeira real do jardim de Pamplemousse), o desencontro (Bonjour, au revoir et merci/Em Algum lugar dos Atlas) e a duração (A duração é indecisa - título provisório).

No dia 30.04 houve o Diálogo entre o Coletivo ágata e a artista júlia milward

Processo de criação em exercício:

RESUMO:

O encerramento da exposição “Exercícios para um estilo” de júlia milward, acontecerá no dia 30.04, na galeria Emma Thomas, com um bate papo entre a artista, o coletivo Ágata e o público. A conversa partirá da fala da artista sobre a construção do trabalho realizado durante o mês de abril no espaço expositivo da galeria e será expandido para reflexões sobre processo criativo à partir do ponto de vista do coletivo, que realiza, desde de 2012, pesquisa contundente sobre o tema. O coletivo vai analisar e discutir o processo da artista como um estudo de caso, tomando como ponto de partida quatro categorias em especial: inquietações, interlocuções, vestígios e gestos criativos.

A exposição  é composta por trabalhos que experimentam o tempo a partir das reflexões sobre o instante, a repetição, o desencontro e a duração. A mostra faz parte do programa Work In Progress: espaço intermediário entre o ambiente do ateliê e uma exposição individual, onde o foco é no desenvolvimento do processo criativo e da pesquisa, anterior à idealização de uma mostra.

Sobre o Coletivo Ágata:

O Ágata é um coletivo multidisciplinar que atua no campo da crítica de arte, produção de conteúdo e no agenciamento de novas relações e interfaces no campo da cultura. Suas ações se desdobram hoje em produção de texto críticos, curadorias, produção audiovisual, produção de conteúdo, oficinas, bate-papos, mediações e ativações, intervenções e trabalhos autorais.