News

DVCO, NON DVCOR

DVCO, NON DVCOR // Bruno Miguel // de 05 de maio a 16 de junho 2012

A mostra conta com 25 trabalhos inspirados em paisagens comuns norte americanas, telas que transmitem elementos da história da arte brasileira e misturam referências pessoais do artista, foto-pinturas e móveis-paisagens.

Em DVCO, NON DVCOR, o artista apresenta trabalhos que discutem questões, como a pintura como ilha de edição, um desdobramento do pensamento não linear tão comum à atual geração, graças à internet, bem como a paisagem enquanto intervalo, sempre em movimento, quase sempre vista no deslocamento entre a casa, o trabalho e o lazer, com foco em paisagens banais norte americanas, mas representando-as levando em conta a história da arte brasileira e as referências pessoais do artista.

Sobre Bruno Miguel

Bruno Miguel é carioca, vive e trabalha no Rio de Janeiro. É formado em Educação Artística, Artes Plásticas e Pintura, na Escola de Belas Artes da UFRJ. Bruno soma em seu currículo cursos com Marcio Botner, Bob N, Franz Manata e João Magalhães, além de curso de extensão em Arte Contemporânea na Escola de Belas Artes da UFRJ. É autor do projeto SERTÂO 2, em parceria com o artista Sebastien Perroud (França),  Parque das Ruínas, Santa Tereza, 2006. Cursou a Incubadora FURNAS de Jovens Artistas 2007/ 2008. Foi professor na Escola de Belas Artes da UFRJ em 2010 e é professor na EAV Parque Lage desde 2011.

Soma as exposições individuais “O Vazio e o Conceito”, Espaço EBA 7 (Rio de Janeiro/ 2005;  “Negação? ou Pintura?”, Espaço EBA 7 (Rio de Janeiro/ 2006); entre outras. Entre as coletivas, o artista participou de “Mostrarte II”, espaço cultural da Universidade Estácio de Sá, campus Tom Jobim (Rio de Janeiro/ 2002); “Mostra de Artes Plásticas da III Bienal da UNE”, Centro de conferências (Pernambuco/ 2003); “XIII salão da Escola de Belas Artes”, Instituto dos Arquitetos do Brasil (Rio de Janeiro/ 2003); “Latidos Urbanos”, Museo de Arte Contemporâneo (Santiago Chile/ 2010); “Proposições”, Luciana Caravello arte contemporânea (Rio de Janeiro/ 2011); “Fronteiriços”, Galeria Emma Thomas (São Paulo/ 2011); “ArteForum”, Fórum UFRJ, (Rio de Janeiro/ 2011); “Nova Escultura Brasileira”, Centro Cultural da Caixa (Rio de Janeiro/ 2011); “Gesto Amplificado”, Centro Cultural da Caixa Econômica Federal (Rio de Janeiro e São Paulo/ 2012); “Gramática Urbana”, Centro Cultural Helio Oiticica (Rio de Janeiro/ 2012); “Novas Aquisições”, Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM (Rio de Janeiro/ 2012).