News

AÇÃO COLABORATIVA / 18 artistas / 27 de janeiro #ImmediateAttention

Galeria Emma Thomas promoveu quarta (dia 27) uma ação/exposição colaborativa com 18 artistas convidados para participar do projeto #ImmediateAttention, do francês Thierry Geoffroy/COLONEL com curadoria de Tijana Miskovic 

Jac Leirner, Carla Chaim, Artur Lescher, Daniel Lie, Bel Falleiros, Flavia Mielnik, Amaury Santos, Laura Gorski, Ícaro Lira, Renata Cruz, Bruno Galan, Alessandra Duarte, Peter de Brito, André Gomes, Lucas Simões, Raquel Kogan e Lea van Steen, apresentam obras ou intervenções produzidas no dia sobre “questões emergenciais atuais”

Na primeira fase do projeto, Thierry produziu uma nova mostra por dia desde 11 de jan, sobre cada dia do processo. Na segunda fase, ele e a curadora Tijana se encontram com artistas locais para um diálogo sobre o agora. Na terceira fase os artistas são convidados à produzirem uma obra no dia - montada colaborativamente em 1 hora, e ao seu término há uma conversa sobre suas inquietações e motivações para a participação e a produção do trabalho. Este resultado fica em exposição até 05 de fevereiro. 

 #ImmediateAttention é uma exposição que proporciona uma nova  experiência diária ao público. Para Geoffroy e Miskovic, o conceito de contemporâneo, visto no panorama atual das artes plásticas, não acompanha o “agora”, e por isso pede uma revisão conceitual ou desdobramento, ou seja, o nascimento do “ultracontemporâneo”. 

A exposição centra-se na capacidade do artista estar no mundo e ser um "termômetro", agente de medição e que dá o diagnóstico das disfunções na sociedade. Expressões artísticas em tempo real podem gerar debate, visibilidade e impacto, segundo Thierry. A dupla desde 2015 promove este aquecimento em diferentes lugares, abrindo-se para um movimento de arte global e posterior implantação do projeto CUB - Copenhagen Ultracontemporary Biennale - prevista para 2017 na Dinamarca. 

Segundo Tijana, a parceria com um espaço brasileiro de arte permite jogar luz sobre alguns dos problemas atuais do país através de um debate artístico.

Além de exibir trabalhos do artista Thierry Geoffroy criados com objetos do cotidiano coletados pela cidade, a exposição tem uma dinâmica própria e funciona como um laboratório coletivo de criação. Os artistas se transformam em catalizadores das questões candentes, muitas das quais ausentes da grande mídia.